Solitária Solidão.

Tantos e quantos eram os problemas mas sem ter solução. Fiquei parada a pensar no que fazer. Não conseguia ter sono; fiquei escutando os barulhos da noite: A tv do vizinho, o cão latindo – com certeza por causa dos gatos. O coração pesava muito; tanto que custei a levantar e a sentar.

Fui ate a varanda e senti o frio da noite. Olhei a lua tão redondinha e despreocupada a iluminar e embelezar. Oh! A lua tão bela no céu…tão bela e tão solitária.

Fiquei ainda por algum tempo observando as estrelas pequeninas e brilhantes, alegres e cheias de luz.

O vizinho desligou a tv e foi dormir; o cão tornou a latir e vi quando um dos gatos pulou o muro. Depois de alguns minutes aconteceu o silêncio – quase total.

Continuei a contemplar o céu, e em meu semi sono vi a lua se abrir num sorriso.

De repente o meu coração ficou livre e adormeci na varanda embalada pela lua e as estrelas.

 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Lixo: questão de cidadania e responsabilidade social

Consumismo e Ostentação

E porquê é natal....