Postagens

Quem sabe um dia.

Imagem
Sinto a dor da saudade. Sinto que existe o que não existe mais. É a dor do sofrimento, Da perda, Das lembranças. É o nunca mais, A impotência, A inutilidade, A falta de palavras, É o vazio. É sentir corroer o corpo E dilacerar a alma. É a tortura do silêncio que atormenta. E dói, dói muito. Sabemos que perdemos, De nada adianta buscar a aceitação Não somos auto suficiente Somos sim, prepotentes. Buscamos dizer da reação Do quanto podemos reagir! E o precipício é tão alto Até nos amedronta. Fingir que superamos tranquilamente, É uma fuga ainda maior para dentro de si. O jogo está perdido: xeque mate. Esperança? Quem sabe, um dia o reencontro.

Nada restou

Imagem
Andar pelo mar Seu cheiro no ar Poder me lembrar Do verbo amar. Apenas sentir Em teus braços dormir Ao amanhecer vou sorrir Tudo vai colorir. Queria muito envolver Em teu mundo meu ser E por cada anoitecer Esperar o amanhecer. Mas em tudo mudou Nosso amor acabou Creio, alguém nos roubou Hoje nada restou.

OUÇA

Imagem
Quando peço que me ouça Você logo dá conselhos E não faz o que pedi. Quando peço que me ouça Você pergunta o por quê E não devo nem sorrir. Quando penso que me ouça Você quer resolver problemas E não oferece a solução. Portanto, Salve! salvem o poeta Se voltar a escrever Se voltar a poetizar Nesse mundo de meu Deus. - Prostituta, diplomata, Mendiga ou assalariada Qualquer coisa posso ser Mas, poeta, nem pensar Eu não quero ser você.


TRISTEZA

Imagem
A tristeza é universal E todos nós sentimos Basta sentir o abandono Ouvir gritos e gemidos. Se olhamos para a frente  E não enxergamos a ninguém Nada seremos. A tristeza dói a alma Sem alcance do viver Sem razão de tal sofrer. Rabisco palavras, desejos Embora o coração padeça Ansioso por sossego Após longa noite de abandono Em que o silêncio, flagela o destino

Ô BRASIL!

Imagem
BRASIL!

BRA"Z"SIL Não mostre a tua cara O teu povo se acabou Essa pátria é temor É temer, se esconder É ter medo do poder É viver e sofrer.
Bandidos pra todos os lados Manifestantes mascarados Falta de coragem pra vencer. Apenas a turma de desocupados ou ocupados Em repartir do que restou.
E o que sobra dessas migalhas E a infâmia, a falta de opção, A vergonha de uma nação, E a presença da subversão.



Não quero saber de quem é a culpa?

Imagem
Não quero saber de quem é a culpa?
A culpa não é do Lula, e jamais é concebível o comparar a Mandela ou a verdadeiros líderes. Em verdade, na história, tudo está respaldado num histórico de um País sem leis, sem justiça – sem justificativa – e dita como “cega.” O verdadeiro cego enxerga com os olhos da alma. Tanto faz Lula, Dilma, Collor, Temer ou qualquer dessas “coisas “citadas, e tantos outros porque seria desperdício enumerar, visto que em nenhum momento representam ao meu nome. Tenho um homem e um nome que jamais fugirá da minha mente; ele lutou desde criança, e até foi enviado para a 2ª Guerra Mundial e se tornou ex – combatente; ele trabalhou e não roubou para educar aos seus cinco filhos, e prover mesmo após a sua morte a sua mulher e companheira. Esse homem, embora tenha servido ao que chamam de Pátria, um dia teve todas as suas economias confiscadas por um Presidente que sequer teve a decência de honrar ao câncer que invadiu ao seu corpo, todavia não enraizou por sua alma. E el…

Contaminados?

Num mundo em que manter as aparências Vale mais do ser autêntico Multidões vão perdendo o seu "eu” Vão perdendo a capacidade de arriscar, De pensar, De analisar. É mais fácil aceitar uma ideia já pronta É mais fácil deixara vida seguir Difícil é viver tão intensamente Porém ... É necessário fazer algumas perguntas Perder algum tempo refletindo. Então, vivemos em uma sociedade viciada? Contaminada em deixar a cura para o próximo? Superar desafios propostos é vencer “momentos” É preciso buscar soluções Combater a disseminação dos discursos de ódio Necessário se faz amar.