SAUDADE

WlZHtcoCq2F5OnBVBNNu (500×375)

Sinto saudades de um tempo que nem sei se existiu
 ou de um tempo que - sei lá - já passou. 
Em verdade sinto saudades e muito forte, 
de algo que me atormenta, 
espanca a minha alma
 e até faz com que eu sinta uma grande dor.
Sinta saudade de uma ausência longínqua 
mas que tão perto ficou,
 de algo que corrói o meu corpo,
 sopra aos meus cabelos 
e me faz sentir o que não sou.
A saudade que invade ao meu ser
 é algo pouco fácil de dizer,
 de sentir, 
ou de notar
 mas que invade ao meu espírito, 
penetra aos meus sentidos
 e consegue me fazer delirar.
É a lembrança do que ficou 
ou do que um dia chegará,
 é a ausência que ninguém notou,
 porém eu sei que um dia esteve por lá.
É reviver uma infância perdida, 
uma adolescência doida, 
ou fases que se fizeram ultrapassar. 
Foram momentos que marcaram a vida, 
abriram-se em feridas,
 mas cicatrizes profundas não vão sarar jamais.
Certamente é o querer saber,
 é a fome do despertar,
 é a ânsia do bem querer,
 é a vontade de querer amar.
É saudade ou são saudades! São momentos que para sempre vão se eternizar.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Lixo: questão de cidadania e responsabilidade social

Consumismo e Ostentação

E porquê é natal....