sexta-feira, 23 de março de 2018

A energia faltou






E de repente, ficou tudo escuro no norte, no nordeste, no Brasil. A energia elétrica apagou. 
E parece que as pessoas meio que zumbis, despertavam paulatinamente entre a escuridão elétrica e a beleza das estrelas a nos iluminar.
E eis que atônitas saíram portas afora, cruzaram aos muros e buscavam a realidade.
E, sim! o trânsito ficou ainda mais caótico - mas, o quê dizer?
E se o pânico aterrorizava por temer o final do mundo, era interessante perceber que todos se entreolhavam como se estivessem impactados e impacientes.
E, enquanto isso, as crianças mergulhadas na pureza da infância, descobriam o quanto é fácil brincar sem o "poder" doentio da tecnologia, visto que tablets, celulares, games e tudo o mais foram abandonados.
E ao passar das horas, minutos ou segundos se esticavam, e eis que os capítulos das novelas eram comentados como há muito não se fazia.
E, elevadores ficaram esquecidos, dando oportunidade para que escadas fossem utilizadas e as velas aquecessem com chamas preciosas.
Mas......oh! eis que de repente gritos e pulos: a energia retornou, e trouxe consigo o vazio e o desamor.

terça-feira, 20 de março de 2018

Vestirei branco




Hoje vestirei branco para compor a minha alma. 
E farei da cor, a iluminação por todo o meu dia.
Buscarei sentir através da cor, a presença da LUZ.
Adoçarei  aos meus sentidos com o perfume do amor.
Certamente, diante dos inúmeros problemas que o cotidiano nos oferece, 
- Me sentirei tentada - 
Mas não vou externar essa saudade.
Vou apenas lembrar e relembrar.
Recordarei insistentemente tudo o que vivi, 
Tudo o que pude absorver, enquanto da sua existência.
Decifrarei o sentido da palavra f a m í l i a
... ( não apenas em álbum de fotografias, nem tampouco em alegrias).
Constituirei o que puder compor e descompor,
Da própria vida,
E seguirei tocando, a minha solitária lida..

sexta-feira, 16 de março de 2018



Queria ter orgulho de ser brasileira
Falar aos netos e filhos da nossa nação.
Mas, o que desperta nessa terra
É a podridão e a corrupção.

Eis a pátria violentada,
Desunida e descarada,
Infame e varonil,
Desperta me arrepios.

São tantas decepções
Desilusões e orgias
Parecem fantasias
Ou totais enganações.

Matam Marias e Josés
Tiram a terra e até o pão.
Rasgam até a constituição,
Nesse país de ladrão.

E de tudo o  que se fala,, se diz ou se alastra
O certo é compreender:
Se o judiciário é vergonhoso, é escroto
Nada mais a que se fazer.

Preciso colo de mãe

Preciso alguém que me diga boa noite ou bom dia. Preciso alguém que se preocupe comigo, me queira bem. Preciso alguém que me d...