A Banda da Ilusão


É dia de vanguarda

E não posso me atrasar

Se digo que não vou

A banda vem prá me buscar.

No meio da retreta

Vou tocar meu bombardão

Num cano de saudade

Vou soprando a solidão.

Garrafas atiradas

No caminho já deixei

Vazias da certeza

Que com elas procurei.

Na banda da ilusão

Vou tocando o bombardão

Digo sim, digo não

E os instrumentos assim se vão…

 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Lixo: questão de cidadania e responsabilidade social

Consumismo e Ostentação

E porquê é natal....