Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2013

E é o tempo

Imagem
Batidas na porta da frenteÉ o tempoEu bebo um pouquinhoPra ter argumentoMas fico sem jeitoCalado, ele riEle zombaDo quanto eu choreiPorque sabe passarE eu não seiNum dia azul de verãoSinto o ventoHá folhas no meu coraçãoÉ o tempoRecordo um amor que perdiEle riDiz que somos iguaisSe eu noteiPois não sabe ficarE eu também não seiE gira em volta de mimSussurra que apaga os caminhosQue amores terminam no escuroSozinhosRespondo que ele aprisionaEu libertoQue ele adormece as paixõesEu despertoE o tempo se róiCom inveja de mimMe vigia querendo aprenderComo eu morro de amor

Não estou a venda

Imagem
Estou muito feliz, bem comigo mesma. Livrei-me de tudo o que me incomodava, aprendi a dizer não quando necessário, amadureci e enxerguei quem são as pessoas e quem é quem. Aprendi que devemos expressar os nossos sentimentos, mesmo que não agrade a alguém, aprendi que dignamente posso trabalhar, e não precisarei bajular aos enganadores. Alguns haverão de me compreender, mas só compreenderei aos que valem a pena; afinal não vou me importar com a maldade de quem nada sabe. Pensei que se pudesse até voltaria no tempo para consertar a alguns fatos e feitos; mas logo repensei. De que adiantaria? Não posso mudar ao mundo, e pior, mudar ou tentar fazer entender a quem já se determinou a prejudicar aos outros. Descobri – e ainda em tempo – que o dinheiro é capaz de tudo quando em mãos inescrupulosas, principalmente se a pessoa recebe a quantia e não trabalhou para ter: é triste! E como é difícil observar que até aqueles que não queremos crer são capazes de vender a alma ou mudar a opinião se tiv…