segunda-feira, 18 de novembro de 2013

E é o tempo




Batidas na porta da frente

É o tempo

Eu bebo um pouquinho

Pra ter argumento

Mas fico sem jeito

Calado, ele ri

Ele zomba

Do quanto eu chorei

Porque sabe passar

E eu não sei

Num dia azul de verão

Sinto o vento

Há folhas no meu coração

É o tempo

Recordo um amor que perdi

Ele ri

Diz que somos iguais

Se eu notei

Pois não sabe ficar

E eu também não sei

E gira em volta de mim

Sussurra que apaga os caminhos

Que amores terminam no escuro

Sozinhos

Respondo que ele aprisiona

Eu liberto

Que ele adormece as paixões

Eu desperto

E o tempo se rói

Com inveja de mim

Me vigia querendo aprender

Como eu morro de amor

Pra tentar reviver

No fundo é uma eterna criança

Que não soube amadurecer

Eu posso, ele não vai poder

Me esquecer

Respondo que ele aprisiona

Eu liberto

Que ele adormece as paixões

Eu desperto

E o tempo se rói

Com inveja de mim

Me vigia querendo aprender

Como eu morro de amor

Pra tentar reviver

No fundo é uma eterna criança

Que não soube amadurecer

Eu posso, e ele não vai poder

Me esquecer

No fundo é uma eterna criança

Que não soube amadurecer

Eu posso, ele não vai poder

Me esquecer

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Não estou a venda




Estou muito feliz, bem comigo mesma. Livrei-me de tudo o que me incomodava, aprendi a dizer não quando necessário, amadureci e enxerguei quem são as pessoas e quem é quem.
Aprendi que devemos expressar os nossos sentimentos, mesmo que não agrade a alguém, aprendi que dignamente posso trabalhar, e não precisarei bajular aos enganadores. Alguns haverão de me compreender, mas só compreenderei aos que valem a pena; afinal não vou me importar com a maldade de quem nada sabe.
Pensei que se pudesse até voltaria no tempo para consertar a alguns fatos e feitos; mas logo repensei. De que adiantaria? Não posso mudar ao mundo, e pior, mudar ou tentar fazer entender a quem já se determinou a prejudicar aos outros.
Descobri – e ainda em tempo – que o dinheiro é capaz de tudo quando em mãos inescrupulosas, principalmente se a pessoa recebe a quantia e não trabalhou para ter: é triste!
E como é difícil observar que até aqueles que não queremos crer são capazes de vender a alma ou mudar a opinião se tiver que se agarrar na corda que julga mais forte. Chega a ser irônico.
É, sim é verdade que existem os que manipulam como se tocassem em cordas de marionetes, e decidissem tudo o que os demais devem fazer para obedecer, e ainda acreditem que tem opinião própria.
Agradeço a Deus por ser quem eu sou, porque não me falta a dignidade e o caráter. Não tenho preço, não estou a venda, eu sou muito mais eu.

Preciso colo de mãe

Preciso alguém que me diga boa noite ou bom dia. Preciso alguém que se preocupe comigo, me queira bem. Preciso alguém que me d...