O teu olhar



A primeira carícia
é um olhar timido
sem perícia,
envergonhado, tímido...
A seguinte é um beijo na face,
meio obscuro e impreciso
mas sob um impasse...
Jantamos, e o jantar é leve,
a conversa serena
de quem escreve.
A sobremesa, tem sabor de maracujá
que propositalmente faz
a minha boca delirar!
Entrego-me ao saborear
como se fosse
a colher do teu olhar.
E como uma ave
cheio de graça
timidamente vou alçar voo
para te provocar.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Lixo: questão de cidadania e responsabilidade social

E porquê é natal....

Consumismo e Ostentação