Eu simplesmente ouço e vejo a vida como ela é.



A vida é perfeita? Essa pergunta surge porque você tem algumas idéias sobre a perfeição, e a vida não se encaixa em suas idéias, dai você achá-la
 imperfeita.
Quando eu digo que a vida é perfeita, eu não quero dizer que ela se encaixa com a minha idéia de perfeito, porque eu não tenho nenhuma.
Quando digo que ela é perfeita, simplesmente quero dizer que não há nenhuma outra coisa para se comparar a ela, não há nenhum ideal. Isso é tudo que há; portanto que será perfeita?
A perfeição é sempre comparação, mas a minha perfeição é apenas uma simples afirmação de um fato, não é uma comparação. Quando você compara você diz:
- Sim, isso é perfeito, aquilo não é perfeito.
 E você tem um critério do que é perfeito?
 Uma vez que você comece a ver a vida como ela e não tenha nenhuma idéia de como deveria ser, tudo é perfeito. Mesmo a imperfeição é perfeita.
 O que eu quero dizer quando digo que a vida e perfeita, é uma coisa simples. : Não venha com seus ideais; caso contrário você torna a vida imperfeita, porque uma vez que você traga o ideal, então você esta criando a imperfeição.
Se você diz que o homem deveria ter dois metros de altura e ele não tem, há dificuldade.  Ou se você tem a idéia de que ele deveria ter um metro e meio e ele não tem, então também há dificuldade. A vida simplesmente é.
 Alguém tem dois metros e alguém tem um metro e meio. Uma árvore cresce em direção as nuvens, outra permanece pequena.
Mas tudo está perfeitamente bem, tudo é como deve ser, porque não há nenhum "deveria" em minha mente. Eu simplesmente ouço e vejo a vida como ela é. Não tenho nenhuma idéia de como ela deveria ser.
É por isso que digo que ela é como deve ser, e não existe nenhuma outra vida que possa compara - la.
Portanto, precisamos parar de comparar, parar de julgar. De outra forma, permaneceremos infelizes, e só por causa dos julgamentos e comparações. 
Olhe para a vida sem ser um juiz. Quem é você para julgar? O que você sabe sobre a vida? Até mesmo sobre você, o que você sabe? Quem é você para julgar?
Seu ego quer aperfeiçoar as coisas.
Você acha que sabe melhor do que a própria existência?
Você é apenas uma pequena parte dela, você é só uma pequena onda no infinito oceano, e você quer aperfeiçoar o oceano?
Mire – se nas águas e decida-se o mais breve, a compreender o quanto são importantes para o planeta terra, e que em sua aparente calma, se fazem notar tal a grandeza da sua existência.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Lixo: questão de cidadania e responsabilidade social

E porquê é natal....

Consumismo e Ostentação