segunda-feira, 23 de agosto de 2010

LOUCOS AMANTES



A AGONIA DO DESEJO
A PAIXÃO QUE DESESPERA
A ESPERA E O PESADELO
O AMANTE LOUCO POR ELA.
ELA NÃO ENTENDE PORQUE NÃO CONSEGUE
 E SE CONSEGUE TENTA FUGIR
LEVANTA SE ETERNA LOUCURA. 
E ESTRANHA FLOR EM UM JARDIM.
 EM UM ABAJUR VERMELHO ESMAECIDO
 A SUA PRÓPRIA IMAGEM VÊ.
EM UM VELHO ESPELHO ESPATIFADO
DEITA SEU CORPO A SOFRER.
SÃO ESTRANHOS E VELHOS LENÇOIS
MACIO, SEU OLHAR LHE SEDUZ
PORQUE LEVA A OUTROS LUGARES
TÃO DIFERENTES
DOS QUE CONDUZ.
E OLHA FASCINADA SOMBRAS DISTORCIDAS
NAS PAREDES VELHAS DO QUARTO
ESCUTA O TUMULTO DO MAR
COMO SE ESCUTASSE AO SEU CORAÇÃO.
O BARULHO DA MAÇANETA NA PORTA
FAZ SALTAR OS PENSAMENTOS
E ELE CHEGA TÃO RUDE, E ROMÂNTICO
RASGANDO AS VESTES SEM PUDOR.
ESMAGA, MORDE, SUFOCA
DESFAZ-SE DAS ROUPAS QUE TEM....
ATIRA SE AOS BRAÇOS DELE
NADA IMPORTA NEM NINGUÉM.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Preciso colo de mãe

Preciso alguém que me diga boa noite ou bom dia. Preciso alguém que se preocupe comigo, me queira bem. Preciso alguém que me d...