Em lençóis de seda


Anda. Vem comigo.
Segue o vento dos meus cabelos.
Observa o suor dos meus seios.
Deita-me 
(em lençóis de seda).
Beija-me a pele 
Acaricia minha alma.
Entra em mim 
Desnuda o meu corpo
Solta o animal que escondes
Diga frases de amor tímido 
Sussurre, em palavras bem cuidadas.
E agora vai.
Deixe-me ficar só
Percebendo o prazer de ser mulher

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Lixo: questão de cidadania e responsabilidade social

E porquê é natal....

Consumismo e Ostentação