Mas não é que os dias estão sendo decorridos, e tenho me perguntado, qual o assunto que me fascinaria a escrever nesse momento. É...depois de pensar e repensar, resolvi que "a boca" - oh! - queira ou não, emite sons que poderão ou não ser ouvidos, mas que certamente deixarão forte marcas pelos nossos sentidos.Portanto eis a idéia:
                              Ver imagem em tamanho grande           A BOCA

Boca sensual que me chama,
Boca lascívia diz que me ama.
Boca sedenta que sempre reclama.
Suga a minha essência
Com toda maledicência
E sem me deixar, pede por clemência!

Boca voraz de criança
Boca adulta e felina
Boca santa mais que de princesa
 Boca és Rainha!
Junte-se bem perto da boca que é minha.
Ou se afaste ou me aproxime
Engula o meu ser
Me faça delirar.

Boca sempre faminta
Peça-me, mas 
 não minta.
Deixe minha energia quase extinta.
Peça-me bem forte e fundo
Peça-me para que todo mundo
Possa a sua suplica ouvir.

Boca que treme lábios que gemem
De onde sai uma língua molhada e quente
Rápida, ágil e experiente
Que desliza como serpente
E que parece não ter fim.




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Lixo: questão de cidadania e responsabilidade social

E porquê é natal....

Consumismo e Ostentação