terça-feira, 5 de abril de 2011

Amor que não é Mito


Ele vem de mansinho,
Com seu jeito carente.
Toca o meu corpo.
Me faz carinhos...
Beija a minha boca.
E com suas mãos atrevidas
Deixa-me louca.
Pouco a pouco

Torno-me a loba.
E ele diz que me ama.
É quase animal!...
E em duas vidas, um sentido
Amor carnal vira mito
Torna-se mais que transcendental.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Preciso colo de mãe

Preciso alguém que me diga boa noite ou bom dia. Preciso alguém que se preocupe comigo, me queira bem. Preciso alguém que me d...