domingo, 19 de setembro de 2010

Herança


Não se preocupe com a minha tristeza
Ela não faz mal a ninguém.
Nasci com ela correndo no sangue
Brilhando nos lábios
Bailando no olhar.
É uma tristeza ancestral
Do seu amor sou herdeira.
Se não fosse eu, triste
Eu não seria eu.
Mas faz parte de mim
Tal qual o meu coração
E esta em meu peito.
É tristeza de sangue indígena
Presa, sufocada, prostituída
Cansada, cassada, sentida
Alfabetizada, enjaulada, suicida.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CORAGEM, não é difícil.

Seja menos preconceito, seja mais amor no peito, seja Amor, seja muito amor. E, se mesmo assim, for difícil ser não precisa ser perfeito. Se...