Herança


Não se preocupe com a minha tristeza
Ela não faz mal a ninguém.
Nasci com ela correndo no sangue
Brilhando nos lábios
Bailando no olhar.
É uma tristeza ancestral
Do seu amor sou herdeira.
Se não fosse eu, triste
Eu não seria eu.
Mas faz parte de mim
Tal qual o meu coração
E esta em meu peito.
É tristeza de sangue indígena
Presa, sufocada, prostituída
Cansada, cassada, sentida
Alfabetizada, enjaulada, suicida.
 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Lixo: questão de cidadania e responsabilidade social

E porquê é natal....

Consumismo e Ostentação