sábado, 11 de setembro de 2010

Em Busca.



Idéias, pensamentos em papel
Rabiscar a própria vida
Elevar-se ao sumo da essência
Chegar ao ápice do coração.
Expor o ego
Pedir perdão.
E, no mais alto da plenitude
Catar palavras, buscar a alguém
Um ser mortal ou imortal
Alguém de atitude
Um cavaleiro andante
Ambulante
Um joão ninguém.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DESESPERADOR

E quando menos esperamos, mais uma tragédia.  Estamos vulneráveis o tempo inteiro; não existe  lugar "seguro". Até q...