E espero.


Eu te espero.
No azul do mar, no oceano
Nas águas que banham meu corpo
Na pele queimada do sol
Na rua movimentada, deserta
Entre pessoas, objetos
Na lareira, na neve
No infinito do meu coração.
Eu te espero.
Tudo porque te quero
Sentimento que venero,
Carrego com emoção.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Lixo: questão de cidadania e responsabilidade social

E porquê é natal....

Consumismo e Ostentação