terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Ardente

Do meu corpo brota fogo
ardente como um vulcão
me entorpece a mente
enquanto mãos me acariciam
- sem me tocar.
Num delírio cadencioso
deslizam sobre a minha pele 
como uma onda que vem e vai.
És desejo...
És frenesi...
És meu sentir...
Ou doce ilusão.
Me aguça aos sentidos
misto de tristeza e alegria
ter e sentir
ter sem ter.
E da tua ausência
faço os meus dias 
embalo em meus anseios
tenho prazer e amargura
no calar de cada noite.
Adormeço enquanto espero
na alvorada de uma manhã
sem princípio, sem  ter fim.
E quando o cantar estridente
dos periquitos escutar
Irei acreditar 
que tu aqui estás
que és tu
a me despertar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Preciso colo de mãe

Preciso alguém que me diga boa noite ou bom dia. Preciso alguém que se preocupe comigo, me queira bem. Preciso alguém que me d...