sábado, 24 de dezembro de 2011

Mas se é natal...


Mas se é natal...
Que os olhos da humanidade
- Fiquem cegos!
Que as suas bocas
- Se calem!
Que os seus pés possam caminhar
- Mesmo em direções opostas!
E os braços?
- ah! Eles que se cruzem.
E os corpos?
- Se balancem, e se remexam, e remexam!
Que os olfatos estejam apurados
- Com afinco.
Mas... Que os ouvidos ouçam e sintam
E provoquem gemidos
E retratem sensações
E revivam alucinações
E lembrem das mágoas que causou.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

DESESPERADOR

E quando menos esperamos, mais uma tragédia.  Estamos vulneráveis o tempo inteiro; não existe  lugar "seguro". Até q...