terça-feira, 24 de maio de 2011

Morcego da Sublocação

                                                        
Em sol a pino
Lavrei a terra
Cavei o chão
Queimei a carne
Calejei a mão.
Amarelei o meu sangue
Mas nutri meu patrão.

Nos sulcos de uma gleba
Plantei sementes
Escondi meus sonhos
E passou o verão.
E vieram as águas
Colheram os frutos
Eu fiquei na mão.

Não tive opção,
“chupei” o dedo
Abençoa, mãe!
Enxuguei as lágrimas
Cai no mundo
Caminhei em vão.

Se aqui cheguei
Andei e caminhei
Mostrei meus calos
Feri meus dedos
Deram-me emprego
Virei “morcego”
Da sublocação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Preciso colo de mãe

Preciso alguém que me diga boa noite ou bom dia. Preciso alguém que se preocupe comigo, me queira bem. Preciso alguém que me d...