Coro de Pétalas


Um coro de pétalas ardentes
Canta o perfume do amor
Que paira no ar nesse instante
Tal qual a mais bela flor.
E como um cravo sorridente 
Se oferece sedutor,
Para a degustação do doce pólen
Inebriante de amor.
Nele, os nossos corpos se encontram
Inalam a incandescência do desejo
E arrebatados de júbilo,
Mergulham na essência do beijo.
A volúpia da seda dos lençóis 
Acaricia-nos a pele impetuosa
E o espelho extasiado
Celebra tão longa espera.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Lixo: questão de cidadania e responsabilidade social

Consumismo e Ostentação

E porquê é natal....