MEU VIVER!





Tantas vezes eu penso quando estou sozinha
Quando as luzes se apagam e a cortina se fecha
 Se não fosse vocês a ajudar traçar um caminho
Por certo, não era hoje a mulher que sou.
Tantas vezes diante do espelho chorei
E nas horas mais difíceis que ainda passam por mim.
Mas como se eu fosse um filho vocês levam-me ao colo
 Um aplauso, um carinho e volto a sorrir.
 São vocês que me dão a força que eu preciso
 E a paixão que faz me entregar em cada canção
 São vocês a razão dos sonhos que eu vivo
 E a vocês agradecer por tudo o que me dão.
 Tantas vezes perdida na estrada da vida
Duvidei de mim mesma e pra onde seguir
Mas vocês numa entrega infinita
Acenderam-me a chama sempre que a perdi.
E se ainda aqui estou depois de tantos anos
Com a mesma inocência da primeira vez
É pra dar o quanto lhes amo
E receber em troca todo o amor de vocês
São vocês que me dão a força que eu preciso
São vocês a razão deste sonho que eu vivo
E a você, - em especial, meu filho – obrigada por ter gerado você.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Lixo: questão de cidadania e responsabilidade social

E porquê é natal....

Consumismo e Ostentação