Demonstre: faça o favor!




Se perguntar o que desejo?
Direi.
Não preciso seu dinheiro
Só espero por seu amor.
Não quero palavras vãs
Desenhadas, inexploradas,
Ou ações desequilibradas,
Testemunhas do desamor.

Esperar e acreditar,
Imaginar e concretizar,
Agir e experimentar,
O prazer do ser e do sou.

Esqueça todas as promessas,
Encontre-me sem ter pressa,
Aconteça, pois interessa,
Demonstre: faça o favor!

Basta tanta hipocrisia,
Relevantes ironias,
Atos, maus tratos,
Malditos dias,
Eis o desenho sedutor.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Lixo: questão de cidadania e responsabilidade social

Consumismo e Ostentação

E porquê é natal....