Encantada.

Sonhei sentir as tuas mãos
Percorrendo meu corpo
tirando-me do sério
Envolvendo meu coração.
Imaginei carícias
sorrisos e malícias
E ouvi a tua voz
Em sussurros e galanteios.
Depois senti nos teus lábios
A resposta em um beijo
Celebrando aos meus anseios.
Imaginei teu corpo

Colado ao meu
Senti teu cheiro...
O gosto do teu ser
A textura da tua pele
A grandeza de viver.
Visualizei tua nudez
E teus olhos fixos em meu corpo
... Contemplei o brilho no olhar.
Reciprocidade de agrado.
Nossos corpos...

encaixe perfeito
Côncavo e convexo (como afirma o poeta).
Imaginei cada detalhe 

Em um amor tão delirante
Imaginei
Ser a mulher perfeita no amor
Ser aquela que te conquistou
E em seus braços adormecer
Encantada por tanto amor.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Lixo: questão de cidadania e responsabilidade social

E porquê é natal....

Consumismo e Ostentação