sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Corpo e Alma

E de repente a vida
E a sua beleza exótica
As suas canções macabras
O grito de alegria
Ah! A vida.
Vivida a vida viveu
Corpo e alma
Espírito e matéria
Destituídas do espírito
Da serena dor da saudade.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

DESESPERADOR

E quando menos esperamos, mais uma tragédia.  Estamos vulneráveis o tempo inteiro; não existe  lugar "seguro". Até q...