Corpo e Alma

E de repente a vida
E a sua beleza exótica
As suas canções macabras
O grito de alegria
Ah! A vida.
Vivida a vida viveu
Corpo e alma
Espírito e matéria
Destituídas do espírito
Da serena dor da saudade.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Lixo: questão de cidadania e responsabilidade social

Consumismo e Ostentação

E porquê é natal....