Doce Emoção


A vida formando história
Sussurra aos meus ouvidos
                                                     Tão ardente que encanta.
Preenche,
Anima e provoca,
                                                     Me enlouquece ao desejo
E aos sentidos embalança.
                                          Estremece em delírios e fantasias.  
                                       Culpa as mãos que almejam lhe tocar, 
                                               Provoca a fera que habita
Desperta o desejo de devorar.
                                   E em sons férteis, momentos de decisão.
Os beijos cálidos que passeiam por meu corpo.
Breves e nus pressinto os cabelos soltos
                                          Perdidos em sinais de louca ardência...
                                    Todos os sentidos queimam em prazer 
                                          Enquanto nossas almas silenciadas 
                                            Ardem em busca da maior união. 
                                                   Agarram-se lascivas
Em murmúrios sublimes
Esculpindo o prazer dessa doce emoção

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Lixo: questão de cidadania e responsabilidade social

E porquê é natal....

Consumismo e Ostentação