sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Desencanto


Hoje não quero ter pressa
E todos os relógios vou parar.
Hoje deixarei de ser a simples mulher
Para sentir o pecado do pecar. 
Invadirei a minha alma
Sem mentiras nem pudor
Vou me despir dessa meiguice
Adoçar ao meu corpo como um licor.
E quando o amanhecer chegar
A minha pele impregnada vai ficar...
Serei a personagem ambiciosa
E com o tempo parado
Sentirei na minha pele o suor.
- Me deixarei amar, e amar.
E com o relógio parado
Nada saberei, pois nada sou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Preciso colo de mãe

Preciso alguém que me diga boa noite ou bom dia. Preciso alguém que se preocupe comigo, me queira bem. Preciso alguém que me d...