És o meu cavalo alazão



Sou verdadeiramente ardente,
Cujo sangue quente,
Oferece-me a mania de estrepoliar.
E quando um macho audaz
Surge a me provocar... Torno-me voraz.
Mas quando entre galopes e sacolejos,
Encontrares uma Amazona,
Não ouse desafiá-la, meu Cavalo Alazão...
Amazona sou, e com coragem,
Ouso enfrentá-lo.
Sou destemida, aguerrida...
A ti vou laçar, montar e domar.
Verás como é uma mulher,
Que sabe tudo o que quer.
Como castigo terá: que me fazer delirar.
Amar.
Conhecerás meus caminhos com os descaminhos,
Farás guarida, submisso e servil,
Porém quando estou a pensar,
Surpresa vou fazer,
Lhe farei enlouquecer.
Terás um amor constante,
Sem dogmas e sem regras,
Sem falsos pudores.
E em meu louco jeito de amar,
Serei quem ordens vai dar
Até ao ponto de exaustão.
Sem censuras,
Amor de pecado,
Sem limites nesse se dar,
Neste prazer irrestrito,
Por este prazer carnal...

Comentários

  1. Ola Achei interessante seu blog, muito bacana.
    Dizem que a união faz a força, por isso estou te sugerindo nos unirmos,
    Para divulgarmos nossos trabalhos...
    Confecciono abajur, arandela, Lustres e pendentes, tudo artesanal
    E estou divulgando meu trabalho.
    Já add o seu blog no meu e também estou te seguindo.
    Quando puder passa La no meu e deixa recado com seu link e add

    O link do Meu Blog é: http://www.luminariaartesanal.blogspot.com.br/

    Meu Site: http://www.luminariaartesanal.com.br

    Meu 2º link do Site: http://www.luminariasartesanais.com.br

    Contando com nossa parceria desde ja agradeço
    Luminárias Artesanais

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Será um prazer colaborar e receber também o seu afeto.
      Grata

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Lixo: questão de cidadania e responsabilidade social

Consumismo e Ostentação

E porquê é natal....