TRAJETÓRIA


Brincando do amor-menina
Brinquei de amar você.
Gostei da minha sina
Amei lhe conhecer.

Fiz da graça a minha raça
Do viver o bem querer
Da saga a ameaça
Do ter, querer e não poder.

Caminhei por entre raios...
Marés, muros e jardins
Mas foi no mês de maio
Que tu me disseste o sim.

Pensei que comprometida estava
Que enfim te conquistei
Descobri e lamentava
Ter errado no que me dei.

Chegou então o inverno,
A primavera, o outono e o verão
Percebi que era menina
E não mais estava em suas mãos.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Lixo: questão de cidadania e responsabilidade social

Consumismo e Ostentação

E porquê é natal....