OUÇA


Quando peço que me ouça
Você logo dá conselhos
E não faz o que pedi.
Quando peço que me ouça
Você pergunta o por quê
E não devo nem sorrir.
Quando penso que me ouça
Você quer resolver problemas
E não oferece a solução.
Portanto, Salve! salvem o poeta
Se voltar a escrever
Se voltar a poetizar
Nesse mundo de meu Deus.
- Prostituta, diplomata,
Mendiga ou assalariada
Qualquer coisa posso ser
Mas, poeta, nem pensar
Eu não quero ser você.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Lixo: questão de cidadania e responsabilidade social

Consumismo e Ostentação

E porquê é natal....