Por do Sol


O sol se esconde no porto da Barra
Foi tragado pelo imenso do mar
Esmagado pelo azul dos céus
Tornou se rubro pelo calor do ar.

É céu, é água,é mar.
É mar, é céu, é sol.
É sol, é amarelo, é rubro;
É rubro, é laranja, é ouro.

Branco, profundo e calmo
Natureza feita de amor
Não morre, não foge, não apaga
Renasce, revive, é resplendor.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Lixo: questão de cidadania e responsabilidade social

E porquê é natal....

Consumismo e Ostentação