Meu bebê



Vejo você com olhinhos graúdos
Boca mimosa, sorriso maneiro
Querendo dizer ao amanhecer:
Mãezinha gosto de você.
Então, fico tão solta
Aberta a gargalhadas
Quase que louca
Desafio ao mundo
Destruo aos segundos
Num sonho leve mas profundo
Realizo meus sonhos
Viver você.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Eterna Saudade do Meu Pai

Lixo: questão de cidadania e responsabilidade social

Consumismo e Ostentação