TRISTEZA



Estou tão triste, 
Estou sem alma
Em desafio 
Ao meu viver
Procurando em meio a vida
A razão do querer ser.
Sinto frio
E não é da frieza
Escuto a voz
Em meu interior
Busco carinho,
Procuro o encontro
Desafios que seguem
Na falta do amor.
Perdida, 
Melancólica,
Chorona
Em lágrimas que se escondem
Por meu olhar
São gotículas finas,
Transparentes
São mágoas
E insistem em vencer.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Lixo: questão de cidadania e responsabilidade social

Consumismo e Ostentação

E porquê é natal....