Luto de uma Nação.



Por que em terras tão belas
Em céu de azul anil
Em campos tão verdejantes
Não podemos dividir o Brasil.
Por que a vergonha e a insensatez
A indecência em imensidão
Tem que ser compartilhadas
Sem dó e sem compaixão.
Por que acreditar em mudança
Em soberania, em decisão
Se ficamos para sempre amarrados
Ao tronco e a escravidão.
E não creio nesses jovens
Que dizem buscar a razão
Se na hora de gritar
Se mostram sem decisão.
Acabaram as fantasias, os sonhos, a sensação
Teremos que conviver
Com o luto de uma nação.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Lixo: questão de cidadania e responsabilidade social

Consumismo e Ostentação

E porquê é natal....