Ao Avesso: BRASIL - LISARB.




É chegado o tempo em que o povo brasileiro faz cumprir ao seu hino:
Mas, o sol já não encontra a liberdade, e sim penumbras.
Conseguimos tantas conquistas, todavia sem honras nem glórias.
A igualdade e a liberdade não permeiam ao nosso povo.
Os sonhos se tornaram pesadelos,
Jaz a esperança, todavia a fome permanece ...
O desemprego, a falta de escolaridade,
A ausência da saúde, a desumanidade,
A violência, a impunidade.
Imenso por sua própria criação
Teimas em ser o gigante que não quer acordar.
Vislumbras a filhos fortes todavia espedaças aos corações.
Não! Os teus filhos não fogem as lutas.
Somos rebeldes e maltratados,
Estamos sendo violentados
Diante de um solo dito gentil,
Nessa terra que é o Brasil.
Se o teu berço é esplêndido, nos resta o cárcere,
Caso fulgures e ainda ilumines,
Os teus prados foram invadidos
Os teus mares estão afogados,
Ah! E em nossos céus temos medo da estrela.
Quisera poder gritar Pátria amada
Que somos os teus filhos, ó terra mãe.
Mas se nem na justiça existe a sorte
Nos resta dizer:
Ressuscita meu País!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Lixo: questão de cidadania e responsabilidade social

E porquê é natal....

Consumismo e Ostentação