LIBERDADE

Eu desejo a liberdade
Sem a opressão da sociedade.
Liberdade de dizer o que sinto 
E gritar o que pressinto
Sem receio de ser feliz.
Eu desejo a liberdade
E gritar sem que seja louca.
De retirar a camuflagem
Dessa vida em sociedade
Que rouba todo o meu EU!
Sou fiel e sei o que respiro
Todo o oxigênio do meu limbo
O celestial do meu viver.




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Lixo: questão de cidadania e responsabilidade social

Consumismo e Ostentação

E porquê é natal....