quarta-feira, 13 de março de 2019

DESESPERADOR





E quando menos esperamos, mais uma tragédia. 
Estamos vulneráveis o tempo inteiro; não existe  lugar "seguro". Até quando iremos viver com esse medo!? É bala perdida, é estupro, são assaltos em plena luz do dia, é  a ausência ao respeito e valorização a vida. O que pensar? 
Se é que devemos realmente pensar que existe alguma resposta para tudo isso?  
São situações banais em que vidas são ceifadas: ou  porque uma pessoa  nervosa chorou, gritou. ou se mexeu . 🤔🤔🤔 Não sei se é o fim dos tempos, mas podemos sim pensar na falta de  amor.
Sim, falta fé... falta respeito... falta caridade...falta dignidade ...falta a família.... falta tanta coisa ... até dinheiro falta!  O que eu sei é que a sua dor é a minha dor e é a dor de muitos. É a angústia que temos quando recebemos uma notícia trágica.
Dá um nó na garganta, o coração aperta, nos questionamentos incrédulos diante de tanta crueldade.  A natureza clama, e grita com raios, trovões, ciclones, tempestades, ou num calor insuportável. 
Os animais indefesos são cruelmente castigados e vitimizados. O que podemos pedir senão  SOLIDARIEDADE!
É tentar sempre nos sentir no lugar do outro, colocando o amor em tudo. É fazermos com esperança, é  reacender o planeta tal qual em sua criação, onde a simplicidade desabrocha a partir da serenidade do olhar de uma criança, e que os nossos idosos sejam respeitados e se façam respeitar através da vivência que o passar dos anos lhes contemplou.  Káthya Ferreira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Preciso colo de mãe

Preciso alguém que me diga boa noite ou bom dia. Preciso alguém que se preocupe comigo, me queira bem. Preciso alguém que me d...