Beijo que beijo.


Quer um beijo?
Só se for bem molhadinho...
Daqueles de passar a língua nos lábios...
Brincando de pega... Pega.
Beijando bem de mansinho.
 Desce ao queixo... Beija e salpica
Escorrega até o pescoço,
Vem ao ombro... Beija, e lambe.
Que coisa mais tonta e louca!

O sussurrar de belas palavras
Atiça ao meu coração
E o reencontro de beijos loucos
Revelam grande emoção.
E mãos no percorrer do corpo
No calor da pele,
Em corpos... Em explosão.
São doces e íntimas carícias
Mas no fundo é ilusão
.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Lixo: questão de cidadania e responsabilidade social

Consumismo e Ostentação

E porquê é natal....